O blogue serve para dar voz e partilhar os meus escritos sejam poemas, prosas e crónicas ou outro qualquer género literário. Aqui também se divulgam os meus livros. Para quem quiser ler-me... Obrigado pela vossa carinhosa presença!
07 de Julho de 2010

Hoje já podemos ter uma plena consciência que a agricultura mundial mudou. Mudaram os cultivadores e os processos que usavam. Até a fruta já não é a mesma!

De textura aprovada e imagem cuidada, em especial na parte externa, e que ilude os que, ao longe, passam e olham, ou que não lidam, regularmente, com ela. De sabor, por vezes, estranho em que nada do que antigamente tinha um valor estimado e de grande honra tem hoje importância. Vicissitudes de um tempo moderno!

Mas não se julgue que este novo ritual afecta apenas a agricultura. Não! Afecta muito mais e também chega ao âmago de uma sociedade quase sem princípios, quer por falta de tempo dos pais ou educadores para os filhos, quer pela vida que foge numa correria estapafúrdia.

E, no futebol, a realidade não é diferente! Desporto que já foi rei, hoje é comum, em Portugal, ver-se os estádios vazios, onde existe uma forte perseguição da corrupção e onde tudo se coloca em causa.

Por isso, quando se cultiva um pomar que se quer verde, não importa apenas a textura da maçã ou da sua imagem cuidada, seja externa ou interna, mas importa, cada vez mais, o seu sabor genuíno que grande prazer saberá dar a quem sempre a cuidou, a fez nascer e acompanhou, a par e passo, numa longa caminhada de suor e sofrimento, sempre com uma rega atempada, adequada e profícua.

O problema, escamoteado, passa muitas vezes por termos um fazendeiro vizinho que assiste ao crescimento do nosso pomar com um olhar invejoso e provocador, e que, mais tarde, aceita ficar com a nossa fruta, aquela de que precisamos, seja para comer ou para dar de comer aos suínos da nossa quinta.

Dá que pensar se os métodos são os melhores ou se os valores não estarão adulterados.

Entretanto, como uma maçã podre de um pomar ainda verde não faz a regra, mas antes a excepção que a confirma, cá vamos vivendo, cada dia, na esperança de vermos um amanhã melhorado e com outro género de fruta!

 

Eduardo Montepuez

 

(6 de Julho de 2010)

publicado por Montepuez às 22:02
Julho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
14
16
20
26
27
28
31
Posts mais comentados
4 comentários
2 comentários
2 comentários
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
1 cometário
pesquisar neste blog
 
últ. comentários
Amigo EduardoVotos de muitas felicidades, sobretud...
Nem só de tempo vive o Homem...
É é isso que nos alimenta o mundo de hoje ou não s...
Venho deixar um abraço com desejos de muitas alegr...
As palavras não são sempre doces. Mas são sempre n...
"Dos meus olhos,caem metáforas, iguarias e espelho...
Muito belo este registo. Quando imagens calam pala...
Eu adoro girassóis. Acho fantástico quando a luz s...
Hoje a vida faz-se de pequenas mensagens escritas ...
Ola Eduardo, estou aqui visitando seu blog pela pr...
blogs SAPO